Você está em Diversos > Italiano pelo mundo

Língua e dialetos na Itália

Na Itália, ainda que todos os idiomas falados juntamente ao italiano sejam chamados de "dialetos italianos", muitos deles são linguas românicas linguisticamente diferentes do italiano. Portanto cabe distingui-las entre:

a) línguas da Itália: línguas não oficialmente reconhecidas como tal e;

b) dialetos do italiano: variantes do italiano (diferentes do italiano padrão).

Como exemplos de dialetos temos: sardo, catalão, francês, occitano, francoprovençal, friulano e ladino. Já como exemplos de línguas não reconhecidas oficialmente temos: o piemontês, o napolitano, o ligure, o siciliano, o vêneto, o lombardo e as respectivas variantes regionais.

A discriminação verificada no século XX contra as línguas minoritárias foi tão forte que os seus falantes sofriam um estigma social; e falar em uma delas, ainda hoje, é considerado como sinal de baixa instrução no imaginário comum.

Além disso, a maior parte dessas línguas (com exceção das variantes linguísticas de idiomas que gozam de um certo pretígio internacional, como no caso do francês e do alemão) não são, em geral, usadas na comunicação de massa, e são usualmente limitadas aos falantes nativos em contextos informais, correndo risco de extinção.

Locais onde o italiano é língua oficial

Itália

San Marino

Suíça

Vaticano

Croácia

Eslovênia

Como referenciar: "Língua e dialetos na Itália" em Só Italiano. Virtuous Tecnologia da Informação, 2011-2020. Consultado em 18/01/2020 às 08:17. Disponível na Internet em http://www.soitaliano.com.br/conteudo/Italiano_pelomundo2.php