Material de Apoio

 Artigos
 Conjunções
 Substantivos
 Pronomes
 Adjetivos
 Advérbios
 Numerais
 Preposições
 Verbos
 Mais conteúdos [+]

Ajuda

 Como se diz?
 Vocabulário básico
 Falsos amigos
 Exercícios resolvidos
 Provas de vestibular
 Tradutor de palavras
 Área dos Professores

Entretenimento

 Jogos on-line
 Trava-línguas
 Palíndromos
 Letras de músicas

Diversos

 Italiano pelo mundo
 Curiosidades
 Gírias
 Expressões Idiomáticas
 Cores e linguagem
 Interjeições
 Hino da Itália
 Personalidades
 Culinária italiana
 Pontos turísticos
 Textos relacionados
 Indicação de livros
 Materiais em CD
 Fale conosco

 
Busca Geral

 

   ROSSO (Vermelho)

O vermelho representa nas duas línguas o colorido da face, do viso de uma pessoa quando tomada por emoções como a vergonha, a raiva, o pudor, cujos sentimentos são assimilados à cor da pele do indivíduo provocados pelo afluxo do sangue. Além disso, essa cor possui uma conotação negativa quando relacionada a saldos bancários devedores ou como alerta para situações de perigo.

O português permuta a cor vermelha pela roxa quando as expressões italianas representam um vermelho forte e muito intenso, como em terra roxa/terra rossa e mancha roxa/macchia rossa. O roxo possui, em português, conotações de intensidade, excesso, ansiedade, desejo e interesses fortes.

Temos ainda a cor ruiva em português como variante da vermelha, em cabelos ruivos, por exemplo, que em italiano é capelli rossi ou para detectar a cor avermelhada da barba de certos homens, como barba rossa.

A análise de sintagmas ou expressões com rosso/vermelho demonstra que a língua italiana e a portuguesa possuem uma isomorfia cromática e morfológica acentuadas em certas expressões, apesar de o português não registrar formalmente algumas expressões ou sintagmas, ligados a acontecimentos e fatos históricos ocorridos na Itália, como Brigate rosse (Brigadas vermelhas), Sindacati rossi (Sindicatos vermelhos) Comune/giunta rossa (Prefeitura Vermelha), Cooperative rosse (Cooperativas vermelhas) entre outras que designam o comunismo e o socialismo.

O rosso italiano encontra-se ligado também ao nome de Giuseppe Garibaldi, em virtude da cor vermelha dos blusões e lenços utilizados por seus seguidores em lutas e movimentos políticos.

Bandiera rossa (Bandeira vermelha)

É a bandeira vermelha empregada em diversos momentos: a) como símbolo dos partidos socialistas e comunistas, b) para indicar uma situação de perigo no mar, c) para indicar que o barco violou alguma regra em esportes de navegação.

Camicie rosse (Camisas vermelhas)

Grupo de pessoas que seguia Giuseppe Garibaldi, assim chamado por causa da cor vermelha característica das camisas que usava como uniforme.

Fanghi rossi (Lama vermelha)

São as escórias (resíduos silicosos a partir da fusão de metais) insolúveis tóxicas derivadas da produção de alumínio. São assim chamadas por causa da sua coloração avermelhada pela presença de óxido de ferro.

Luna rossa (Lua vermelha)

Aquela que adquire um aspecto avermelhado durante o eclipse total.

Occhio rosso (Olho vermelho)

É quando os nossos olhos estão com conjuntivite e ficam vermelhos e inchados.

Papa rosso (Papa vermelho)

É o Prfeito do Vaticano encarregado da organização e assistência a todas as áreas de missão, atualmente representado por Ivan Dias, na Itália.

Razza rossa (Raça vermelha)

Designação dada ao índio, por causa da cor avermelhada característica da sua pela.

Regioni rosse (Regiões vermelhas)

São aquelas influenciadas politicamente pelos partidos comunistas ou socialistas.

   VERDE (Verde)

Nos sinais de trânsito, indica permissão, passagem livre e, por extensão, legalidade como em dare il segnale verde/ dar o sinal verde a uma pessoa em uma determionada situação. As duas línguas registram, ainda, de modo análogo as preocupações ecológicas e ambientais como em: Il Partito verde/ O Pardido verde, bem como em quaisquer outras expressões que não estejam registradas em obras lexicográficas, mas que são criadas pelos seus falantes nesse sentido.

O verde, tanto em italiano quanto em português, indica um colorido pálido no semblante de uma pessoa em relação a um estado particular de excitação emotiva: o medo excessivo. E assim temos: essere verde di paura/estar verde de susto, de medo. A língua italiana registra a inveja e a raiva com a cor verde (também a cor amarela (giallo) para a inveja, a raiva e o medo), ao passo que o português conota tais sentimentos mais frequentemente com a cor vermelha: essere verde dalla rabbia/estar vermelho de raiva.

Para a língua italiana, o verde adquire um tom negativo nas expressões: balletti verdi (festas orgiásticas ou encontros eróticos de adultos com jovenzinhas (os) ou homossexuais), sesso verde (sexo praticado por menores de idade), far vedere i sorci verdi (provocar medo). Em português, temos a cor verde representando o demônio em capa-verde. Para Arcaini e Zingarelli, o sorriso forçado, confrateiro, expresso em português pela cor amarela: como em sorriso, riso amarelo, em italiano consagra-se também na cor verde: ridere verde, além da amarela ridere giallo.

Anni verdi verdi (Anos verdes)

Refere-se aos primeiros anos de existência, à juventude de uma pessoa. Em italiano temos Essere nel verde degli anni o qual podemos traduzir em português como "Estar na flor da idade".

Benzina verde (Gasolina verde)

Aquela feita sem aditivos à base de chumbo, considerada ecológica.

Carta verde (Seguro automobilístico)

Documento italiano de cor verde que comprova o seguro do carro por danos a terceiros, obrigatório também para a circulação do automóvel no exterior.

Croce verde (Cruz verde)

Instituto humanitário voluntário de socorro e emergência a doentes, feridos, em tempos de paz, de caráter popular. São institutos autônomos que surgiram por analogia com A cruz Vermelha.

Fiamme verdi (Guardas-florestais)

   GIALLO (Amarelo)

Uma das grandes diferenças entre o português e o italiano para a cor amarela é que esse último ocorre principalmente com o referimento a fatos policiais, tais como libro giallo (romance policial), un giallorosa (filme ou romance policial sentimentalista). Além disso, o italiano emprega o amarelo para:

1. Distinguir categorias profissionais como fiamme gialle (polícia encarregada de vigiar os Alpes, os portos, os aeroportos, e a costa);

2. na identificação de times de futebol: gialloblù (relativo ao time de futebol de Verona), giallorosso (relativo ao time de futebol de Roma ou Catanzaro);

3. na caracterização de problemas cujos protagonistas são os povos asiáticos: pericolo giallo (perigo para os povos de raça branca representado pelas potências China e Japão), auto gialla (automóvel fabricado na Ásia, Japão e Coreia).

O italiano registra a imprensa sensacionalista com a cor amarela: stampa gialla e o portugês a formaliza com a cor marrom: imprensa marrom. Vejamos alguns exemplos:

Bandiera gialla (Bandeira amarela)

É aquela içada em navios como sinal de doença contagiosa a bordo, indicando quarentena, ou seja, isolamento do mesmo.

Essere raro come i cani gialli. (Ser raro como uma mosca branca)

Essa expressão faz alusão à existência de poucos exemplares desses animais; sendo empregada em situações nas quais se quer enfatizar, justamente, algo insólito, ou difícil de encontrar.

Sindicato Giallo (Sindicato Amarelo)

Os Sindicati gialli ou Sindicatos Amarelos são aqueles constituídos no século XIX na França e na Alemanha, contrários à greve, em oposição aos Sindicatos Vermelhos socialistas. Por extensão, são aqueles financiados ou promovidos pelos patrões com o objetivo de defender os seus próprios interesses e não o dos trabalhadores. Em português, são chamados também de Sindicatos Pelegos.

Il giallo della rosa (O pólen da rosa)

Farina gialla (Farinha de milho)

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2017 Só Italiano. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.